segunda-feira, 11 de março de 2013

Top 5: Filmes que eu vi mas não veria de novo

Depois do sucesso estrondoso que tive (not) com o top sobre os melhores filmes que vi em 2012, aqui vai mais uma listinha. Desta vez é sobre os filmes que eu já vi mas não veria de novo nem sob tortura de cocegas!


5- Bruno 2009
Sacha Baron Cohen não é desta que me convenceste…


4- I’m still here 2010
Phoenix oh Phoenix não havia necessidade. Eu até gosto de ti rapaz mas esta “coisa” foi só para ajudar as finanças do cunhadinho não foi?


3- Bug 2006
O que é que acontece quando um maluco psicótico entra-nos pela porta dentro? Ficamos como ele, é claro!


2- Hostel 2005
Este filme fez-me nunca querer ir visitar a Eslováquia. Pode-se dizer que é uma versão relativamente soft do filme que está em número 1 nesta lista.


1- Saw 2004
Um serial killer inventa um jogo de torturas e quem sobreviver verá. Vi o 1 e infelizmente tive a péssima ideia de ver o 2. Depois disso, mais nenhum. Isto já vai em quantos mesmo?

quarta-feira, 6 de março de 2013

Argo



Título em Português: Argo
Realizador: Ben Affleck
Argumento: Chris Terrio
Atores: Ben Affleck
Bryan Cranston
John Goodman
Duração: 120 minutos.
Ano: 2012
Género: Drama

Sinopse: o filme começa quando a embaixada norte-americana é invadida no Teerão por militares que exigem o regresso do seu ex-líder supostamente preso nos Estados Unidos da América. Tudo corria bem se não fosse um detalhe: no meio da confusão, 6 americanos conseguem escapar e refugiam-se na casa do embaixador canadiano que reside naquele país. Sabendo que a luta contra o tempo é crucial nestas situações, o governo americano tem um plano tão louco quando arriscado: fingir que uma equipa americana vai fazer um filme e com sorte conseguem salvar a pele dos seus, disfarçando-os de equipa de filmagens.

Gostei: 
A história no geral é interessante.


Não gostei: 
Por mais que eu tente não consigo gostar da cara do Ben Affleck (por mais barbudo que esteja).
Não gostei das “tremidelas” da câmara. Parecia coisa de amadores mas já que foi a primeira vez do rapaz dá-se uma desculpa (ou então era de propósito para dar mais emoção à coisa...)
Definitivamente não gostei de tanto alarido à volta deste filme e depois de vê-lo continuo não percebendo…


Pontuação: 7/10

sexta-feira, 1 de março de 2013

The Cabin in the Woods

Título em Português: A Casa na Floresta
Realizador: Drew Goddard
Argumento: Drew Goddard
Atores: Kristen Connolly
Chris Hemsworth
Anna Hutchison
Duração: 95 minutos.
Ano: 2011
Género: Mistério/Terror

Sinopse: 
Cinco estudantes decidem passar o fim-de-semana numa cabana na floresta. O que parecia ser o sítio ideal para passar um bom bocado, logo transforma-se num pesadelo de proporções assustadoras. Os cinco mal sabem, mas dificilmente sairão dali vivos (ou então não)! 

Quando o filme começa, vemos várias pessoas aparentemente normais que trabalham numa empresa. Não sabemos a ligação deles com os jovens, mas logo descobrimos o motivo. Os jovens são atraídos para uma ratoeira e as suas vidas estão em perigo porque nesta espécie de reality show, o prémio final é… escapar com vida. 
Isto até seria uma boa historia se não fosse um pequeno problema: o final. Quando descobrimos que todos aqueles clichés que vemos nos filmes de terror (nada contra), vão bater a um desfecho parvo, o filme perde toda a graça e lamentamos que a originalidade do guião só tivesse durado até a meio do filme. 

Gostei: Chris Hemsworth. What else? 

Não gostei: 
Temos loira burra? Temos. 
Temos loiro jeitoso, atlético e armado em salvador da pátria? Temos. 
Temos nerd que parece ser a única pessoa com um mínimo de inteligência no filme? Temos. 
Temos jovem fraca e indefesa á espera de ser salva? Temos. 
O que é que não temos? Um guião bem escrito. 

Pontuação: 6/10 (era para ser 5 mas só por ter o Chris Hemsworth já aumenta um ponto).