quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Fright Night (2011)




Título em Português: Noite de Medo
Realizador: Craig Gillespie
Argumento: Marti Noxon
Atores: Anton Yelchin
Colin Farrell
Toni Collette
David Tennant
Imogen Poots
Duração: 105 minutos.
Ano: 2011
Género: comédia/Terror
Classificação: M/12



Sinopse: Charley é um adolescente igual a tantos outros. A única diferença é ser vizinho de um vampiro que mais cedo ou mais tarde poderá tornar-se perigoso.

Charley é um estudante normalíssimo. Tem uma namorada gira e vive sozinho com a mãe depois do pai tê-los abandonado. Quando o seu amigo Ed começa a desconfiar que o vizinho é um vampiro, ele não dá importância mas quando o rapaz desaparece, as coisas ficam complicadas. Charley começa a pesquisar tudo sobre vampiros e vai pedir ajuda a um grande especialista na matéria: Peter Vincent. O homem sabe tudo sobre este tema mas não está disposto a ajudá-lo para não por a sua vida em perigo.

Quando Jerry (o vampiro) apercebe-se que a sua identidade está em risco, terá de fazer tudo para impedir Charley mas o jovem nem sabe que agua benta, estacas e cruzes serão pouca coisa para enfrentar o terrivel vilão.

Gostei: Ver Colin Farrell é sempre bom. David Tennant foi uma agradável surpresa.

Não gostei: Ver Colin Farrell neste filme é a coisa mais estranha do mundo. O argumento é fraquinho, os efeitos especiais não são lá essas coisas e ficamos a pensar no que deu na cabeça para um actor tão bem sucedido como o Colin, aceitar este convite. 


Pontuação: 6/10

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

The Ledge



Título em Português: Nos Limites da Fé
Realizador: Matthew Chapman
Argumento: Matthew Chapman
Atores: Charlie Hunnam
Terrence Howard
Liv Tyler
Patrick Wilson
Duração: 101 minutos.
Ano: 2011
Género: drama


Sinopse: Gavin está no telhado de um edifício prestes a saltar. Para impedir que tal aconteça, o detective Hollis está presente. 

O filme começa com um homem a dirigir-se para a beira de um prédio alto. São óbvias as suas intenções mas será que ele é mesmo capaz de saltar? Enquanto tal não acontece, o detective Hollis tenta demovê-lo e conversa com ele. Aos poucos descobre o porquê de tal medida drástica mas também ele tem de lutar contra os seus dramas pessoais.

Hollis acaba de descobrir que é estéril. Ele que é um homem temente a Deus, ama a sua mulher e os seus filhos, sente-se traído e revoltado. O dia não podia correr-lhe pior. Agora é chamado para impedir que um homem se suicide e o dever está acima de tudo. Lá no alto está Gavin, um homem desesperado. Ele está ali contra a sua vontade mas se ele não saltar, alguém morrerá no lugar dele. 

Gavin conhece Shana que é casada com Joe. Joe tem um passado sombrio mas depois de encontrar Jesus, tornou-se um novo homem. Foi ele quem salvou Shana do mundo da perdição mas o casamento dos dois não anda bem. Quando Gavin aparece, o matrimónio é abalado e se por um lado temos um marido demasiado extremista nas suas crenças religiosas, por outro lado o novo “amigo” é um ateu convicto. Dá-se uma luta entre o acreditar e não acreditar e no fim, a decisão só cabe a uma pessoa.

Gostei: O Terrence Howard e o Patrick Wilson estiveram muito bem.

Não gostei: Charlie Hunnam não esteve mal de todo mas seria de esperar mais do actor principal do filme. Liv Tyler matou-me de tédio. Se calhar sou só eu que nunca reparei na falta de expressividade da moça. Alegre ou triste tinha expressividade nula.

Pontuação: 6.5/10

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

The Visit




Título em Português: A Visita
Realizador: M. Night Shyamalan
Argumento: M. Night Shyamalan
Atores: Olivia DeJonge
Ed Oxenbould
Deanna Dunagan
Peter McRobbie
Duração: 94 minutos.
Ano: 2015
Género: Terror
Classificação: M/14



Sinopse: Enquanto a mãe vai de férias com o namorado, os filhos vão sozinhos conhecer os avós. Se no começo tudo corre ás mil maravilhas, aos poucos as crianças apercebem-se que coisas estranhas estão a acontecer.

Eu tinha deixado de ver os filmes do M. Night Shyamalan desde “A Senhora da Agua” mas como ouvi tanta gente falar bem desta nova película, lá fiz um sacrifício. A historia é simples: duas crianças vão passar férias à casa dos avós. Detalhe: nunca viram uma foto que fosse dos velhinhos, porque a mãe tinha cortado relação com os pais antes dos filhos terem nascido. 

A pequena Becca quer saber mais sobre os seus antepassados e por isso decide fazer um documentário sobre estas férias com os avós. Junto com o irmão Tyler, as filmagens vão acontecendo a um ritmo normal mas assim que anoitece, coisas estranhas começam a acontecer. Quando a avó é vista com um comportamento estranho, o avô diz que é tudo próprio da idade mas quando ele também é visto em atitudes suspeitas, as crianças começam a desconfiar que aquilo já é demais. Quando os pequenos fazem uma grande descoberta, as suas vidas passam a estar em perigo! 

Gostei: As crianças estiveram bem.

Não gostei: O filme é visto como se os actores principais estivessem a filmá-lo. Esta espécie de “documentário” onde a câmara não pára quieta, irrita-me profundamente.

Apesar de não ser um grande filme, é melhorzinho que o Senhora da Água. Continua assim Shyamalan que um dia chegas lá!


Pontuação: 6/10

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

You're not You




Título em Português: Um Ponto de Viragem
Realizador: George C. Wolfe
Argumento: Shana Feste
Atores: Hilary Swank, 
Emmy Rossum, 
Josh Duhamel
Duração: 102 minutos.
Ano: 2014
Género: Drama
Classificação: M/12 



Sinopse: Quando uma pianista vê a sua vida mudar radicalmente por causa da esclerose lateral amiotrófica, dá-se conta que não pode mais fazer a vida normal e trata de contratar alguém para cuidar de si.

Kate (Hilary Swank) é pianista clássica casada com um homem bonito. A sua vida não poderia ser mais perfeita. Porém, tudo desmorona-se quando a doença aparece e na primeira fase o marido trata de cuidar dela, com o passar do tempo esta solução torna-se inviável. É assim que Bec (Emmy Rossum) entra na vida da pianista. As duas não têm nada em comum mas acabam por ser amigas inseparáveis.

À medida que o casamento de kate desmorona-se, Bec é a única companhia que lhe resta mas até isso pode mudar. 

Gostei: A história é simpática mas não me convenceu.

Não gostei: o final foi previsível e o desenrolar não surpreendeu.


Pontuação: 6/10

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

The Devil Wears Prada




Título em Português: O Diabo Veste Prada
Realizador: David Frankel
Argumento: Aline Brosh McKenna
Atores: Meryl Streep
Anne Hathaway
Emily Blunt
Duração: 109 minutos.
Ano:2006
Género: Comédia/Drama/Romance
Classificação: M/12



Sinopse: Andy (Anne Hathaway) pretende tornar-se jornalista mas tudo o que conseguiu encontrar foi um trabalho como assistente numa revista da moda. Este trabalho não podia estar mais longe dos seus objectivos já que Andy não entende nada de moda e nem poderá escrever um único artigo mas com o passar do tempo, as coisas podem mudar. 

Anne Hathaway está óptima neste papel. Passar de patinho feio para cisne não é a primeira vez que lhe acontece e ela sabe o que está a fazer. 

Andy só pretende ser jornalista e até escreve bons artigos mas como o mercado de trabalho não está fácil, a solução é trabalhar na primeira coisa que lhe aparece. Quando ela começa a trabalhar para uma revista de moda, sente-se completamente deslocada. Afinal de contas, as ruas roupas não estão na moda, ela não tem o ultimo grito em penteados e não sabe distinguir um azul capri de um azul marinho. Ainda assim, a temida Miranda Priestly aceita contratá-la. Aos poucos a jovem apercebe-se que a moda não é um coisa assim tão má e quando menos espera já usa os vestidos mais caros e um visual cuidado. 

À medida que ela embrenha-se neste novo mundo, os seus amigos e o namorados são deixados para trás mas será que vale a pena trocar o glamour por uma vida mais simples? 

Gostei: gostei de todas as actrizes no geral.

Não gostei: da história.


Pontuação: 6/10

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

The Road




Título em Português: A Estrada
Realizador: John Hillcoat
Argumento: Joe Penhall
Atores: Viggo Mortensen, 
Charlize Theron, 
Kodi Smit-McPhee
Duração: 111 minutos.
Ano: 2009
Género: Drama
Classificação: M/16



Sinopse: Num mundo pós-apocalíptico, um homem e o seu filho caminham pela estrada tentando sobreviver mais um dia.

A comida é escassa e os poucos habitantes que existem tornaram-se canibais. Não se sabe o que aconteceu. Terá sido um cometa que colidiu com o planeta? Uma guerra? Um ataque de extraterrestres? Nada disso importa saber porque o foco do filme é o pai (Viggo Mortensen) e o seu filho (Kodi Smit-McPhee) que vagueiam pelas estrada à procura de alimento.
O que fazer quando a sobrevivência está em causa? Será que tudo vale a pena? O pai tenta mostrar ao filho que eles são boas pessoas e por isso mesmo não andam por aí a comer os outros. A esperança do pai é chegar ao litoral onde provavelmente haverá comida mas muitos perigos escondem-se pela estrada fora… 

Gostei: Viggo é sempre bom no que faz mas...

Não gostei: a historia não avança e desejamos que tudo acabe o mais depressa possível.
O destino da mulher é incerto.


Pontuação: 6/10