sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Her


Título em Português: Uma História de Amor
Realizador: Spike Jonze
Argumento: Spike Jonze
Atores: Joaquin Phoenix
Scarlett Johansson (voz)
Rooney Mara
Duração: 126 minutos.
Ano: 2013
Género: Drama/Romance/ Ficção Cientifica


Sinopse: Theodore (Joaquin Phoenix) é um homem solitário que vê no seu novo sistema operativo de computador, uma forma de ter o que há muito tempo procura. Após fazer as configurações necessárias, Theodore decide escolher Samantha, um sistema operativo com voz sexy (há gostos para tudo) que rapidamente tornar-se-á indispensável.
À medida que Samantha toma conta da sua vida, Theodore descobre que já não consegue viver mais sem ela. Tudo é feito por ela e para ela. Samantha tenta encaixar-se na vida do seu patrão, desejando por vezes ser humana para poder “sentir” o que as pessoas sentem, mas será que a distância entre homem e máquina poderá ser ultrapassada?

Quem gosta do Joaquim Phoenix como eu, certamente ficou contente ao saber que ele estava de volta e em grande.
Este filme passa-se num futuro (próximo?) onde as pessoas interagem com os computadores de forma simples e eficaz, independentemente de onde estiverem. Não é incomum ver uma pessoa falar para o “nada”, sendo que este “nada” é um pequeno aparelho de bolso onde se pode fazer de tudo. Quando digo tudo, é mesmo tudo! Com um sistema operativo topo de gama, podes ter a cama feita, o pequeno-almoço pronto a horas e aquela cartinha que queres fazer para a tua namorada e não tens jeito nenhum para isso, pode ser encomendada e entregue no teu computador (ou no dela, claro). Ok, no futuro as pessoas vão ser muito preguiçosas!

Gostei: Da interpretação do Joaquin Phoenix.

Não gostei: O guarda-roupa para este filme não poderia ser mais estranho. No futuro as pessoas vão ser muito mal vestidas. 
O bigode era completamente dispensável.



Pontuação: 7.5/10

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Completamente off topic

Mudei de novo o template do blog. Continuo sem achar "o" template ideal mas por enquanto fico com este. O pior foi ter perdido os links dos blogs que costumava visitar. Ainda consegui meter alguns mas faltam muitos. Se alguma alminha generosa quiser dar um "oi" e mostrar que também vê este pequenino blog, avise!

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

2ª Edição: 1 Tema, 3 Coordenadas, 1 Posição: as minhas escolhas.

O Jorge Teixeira do Caminho Largo convidou-me para mais um desafio. Desta vez a 2ª Edição: 1 Tema, 3 Coordenadas, 1 Posição consiste em escolher 3 filmes sob o tema "coragem", bem como um realizador que mereça estar nesta lista. As minhas escolhas foram estas.

Schindler's List (1993)
Confesso que só vi o Schindler's List (1993) ou A Lista de Schindler, muito recentemente e por isso foi logo uma das primeiras opções que decidi colocar nas minhas escolhas. Poderá haver ato mais corajoso do que estar no meio de nazis e ajudar os judeus a escapar?

V for Vendetta (2005)
V for Vendetta (2005) ou V de Vingança. Poderá parecer contraditório escolher este filme visto que o ator principal está o tempo todo com a cara tapada mas o filme não é só sobre ele. O filme fala sobre a coragem que V faz surgir em Evey (usando métodos pouco ortodoxos) para que ela consiga finalmente libertar-se.

Les Misérables (2012) 
Les Misérables (2012) ou Os Miseráveis. A luta de Jean Valjean pela liberdade, a coragem para fugir do terrível Javert e pelo meio a revolução francesa.

Quanto ao realizador, Stanley Kubrick teve a coragem de fazer um “De olhos bem fechados” muito polémico, “Full Metal Jacket - Nascido Para Matar” violento e o que dizer do “Shining”?

Espero que tenham gostado das minhas escolhas, eu diverti-me imenso e agradeço ao Jorge Teixeira pelo convite. 

domingo, 9 de fevereiro de 2014

12 years a slave




Título em Português: 12 anos escravo
Realizador: Steve McQueen
Argumento: John Ridley
Atores: Chiwetel Ejiofor
Michael Fassbender
Brad Pitt
Duração: 134 minutos.
Ano: 2013
Género: Biografia/Drama

Sinopse: Solomon Northup é um violinista que vive com a mulher e os filhos em Nova Iorque. Solomon tem a sua carta de alforria e por isso é um homem livre. Um dia é contratado para trabalhar numa digressão que lhe trará bastante dinheiro. Depois de uma noite de copos, acorda algemado e o pesadelo começa: é vendido com escravo e cedo apercebe-se que não sairá tao facilmente desta situação.

Steve McQueen já nos habituou a planos longos, nus frontais e cenas intensas. Este filme não é exceção e por isso é altamente desaconselhados a pessoas mais sensíveis. O elenco é perfeito e Chiwetel Ejiofor tem uma interpretação irrepreensível. Destaque também para Micheal Fassbender como o mau da fita.


Gostei: das interpretações de Chiwetel Ejiofor e Micheal Fassbender.

Não gostei: Algumas cenas exageradamente longas.


Pontuação: 9/10