15 de agosto de 2016

The Legend of Tarzan




Título em Português: A Lenda de Tarzan
Realizador: David Yates
Argumento: : Adam Cozad, Craig Brewer
Atores: Alexander Skarsgård
Christoph Waltz
Margot Robbie
Samuel L. Jackson
Djimon Hounsou
Duração: 1h50 minutos.
Ano: 2016
Género: Acção/Aventura
Classificação: M/12



Sinopse: Tarzan vive comodamente em Londres mas é chamado a intervir quando a sua terra natal está sob forte ameaça. 


Este novo Tarzan é diferente dos que estávamos acostumados a ver. O impacto inicial dá-se quando vemos um Tarzan que não responde por esse nome mas sim pelo de baptismo: John Clayton. As suas roupas são de lorde e ele comporta-se como tal. 

Se nos outros filmes do herói da selva vemos um Tarzan deslocado quando chega à cidade e é forçado a comportar-se civilizadamente, neste filmes temos o oposto. Este “rei da selva” está confortável no seu papel de aristocrata e é com bastante relutância que decide aceitar o regresso a África. E quando regressa? Bem, vemos um homem em tronco nu e é só. Pode-se dizer que este é o Tarzan mais vestido da historia!

Quando Tarzan chega ao local onde foi mais feliz (e infeliz também), dá de caras com uma realidade chocante: escravidão, mortes e raptos. É necessário intervir e evitar que o pior aconteça.


Gostei: do filme em geral

Não gostei: alguns efeitos especiais eram muito exagerados!

Pontuação:7 /10

14 de julho de 2016

Django Unchained




Título em Português: Django libertado
Realizador: Quentin Tarantino
Argumento: Quentin Tarantino
Atores: Jamie Foxx, 
Christoph Waltz, 
Leonardo DiCaprio
Kerry Washington
Samuel L. Jackson
Walton Goggins
Duração: 2h e 45 minutos.
Ano: 2012
Género: Drama/Western
Classificação: M/16



Sinopse: Dr. King Schultz é um antigo dentista que tornou-se caçador de recompensas. Ao comprar Django, dá-lhe a carta de alforria e contrata-o como seu ajudante na caça aos criminosos.

Só muito recentemente comecei a prestar atenção aos filmes de Tarantino. Ele não nega que gosta de fazer remakes e este é mais um. O toque do realizador vê-se nas lutas intermináveis, no sangue para lá de falso e no tom cómico que dá a algumas personagens. E eu gosto disso!

Django é um escravo e como tal, sofre horrores. Quando o doutor Schultz aparece e fá-lo um homem livre, o seu maior objectivo é encontrar e resgatar a sua mulher que agora trabalha para um senhor de escravos. Os dois amigos improváveis vao ter de lutar contra o preconceito, afinal de contas não eram todos os dias que se viam escravos bem vestidos a andar de cavalo. Django não é mais escravo mas parece que pouca gente aceita essa mudança. 

Schultz é um caçador de recompensas, negocio esse bem mais lucrativo do que tirar dentes. O que esta nova profissão tem de bom também tem de perigosa porque vão ter de lidar com bandidos da pior espécie. 

A caminhada é feita de perigos e aventuras mas o verdadeiro problema vai ser quando chegarem à fazenda do senhor Candie para resgatar a mulher de Django.

Gostei: Do filme no geral.

Não gostei: Talvez pudesse ser um bocadinho mais curto.

Pontuação: 8.5 /10

3 de julho de 2016

Ex Machina






Título em Português: Ex machina
Realizador: Alex Garland
Argumento: Alex Garland
Atores: Alicia Vikander, 
Domhnall Gleeson, 
Oscar Isaac
Duração: 1h:48 minutos.
Ano: 2015
Género: ficção cientifica
Classificação: M/14



Sinopse: Um jovem programador é convidado para ir a casa de um cientista brilhante. Lá, ele irá interagir com inteligências artificiais de forma humanóide para ver até que ponto podem conviver com o ser humano.

O filme mostra-nos um futuro estranho: robots com a aparência semelhante aos humanos, que falam, mexem-se e à primeira vista parecem-se com qualquer um de nós. Mas o que será do futuro da humanidade quando as maquinas assumirem o poder? Essa é uma das perguntas do filme. 

A robot Ava aprende a comportar-se como humana e após algum tempo, ela consegue controlar o que acontece ao seu redor. Quando o jovem Caleb começa a interagir com ela, aos poucos cai numa armadilha perigosa porque ao criar empatia por uma robot altamente inteligente, quem tomará controlo da situação?

Gostei: O filme é interessante apesar de estar centrado sempre no mesmo lugar.

Não gostei: Faltou a acção que seria de esperar num filme deste género mas a intenção não era provavelmente essa.

Pontuação: 7.5/10


25 de maio de 2016

London has fallen




Título em Português: Assalto a Londres
Realizador: Babak Najafi
Atores: Gerard Butler
Duração: 1h39 minutos.
Ano: 2016
Género: Acção
Classificação: M/14



Sinopse: O primeiro-ministro de Londres morreu e como é habitual nesta situação, todos os lideres dos países deslocam-se ao país do falecido para prestar homenagem. Londres é o ponto de encontro de ricos e poderosos mas o perigo de ameaças terroristas é enorme.

Mike (Gerard Butler) é ainda o guarda-costas do presidente americano. Com um filho a caminho, o segurança pensa retirar-se dessa profissão e viver uma vida mais sossegada ao lado da família. Quando estava prestes a apresentar a sua carta de demissão, Mike é chamado de novo ao serviço. A missão é de alto risco mas o presidente e toda a nação americana, conta com ele.

Quando os chefes de todos os países estão no mesmo sitio, só pode haver confusão. São guarda-costas por todos os lado, policias de varias nacionalidades e claro está, terroristas de fartura. O pior acontece e a capital inglesa torna-se uma ratoeira gigante. Neste jogo do gato e do rato, tudo vale para sobreviver e mostrar que os bandidos não vão conseguir ter uma vitória fácil.

Gostei: Butler é bom como sempre. Desempenha bem o seu papel.

Não gostei: devia haver mais diálogo.


Pontuação: 7.5/10

13 de abril de 2016

Minions




Título em Português: Mínimos 
Realizador: Kyle Balda, Pierre Coffin
Argumento: Brian Lynch
Atores: Sandra Bullock, (voz)
Jon Hamm, (voz)
Michael Keaton (voz)
Duração: 1h31minutos.
Ano: 2015
Género: Animação
Classificação: M/6



Sinopse: Os mínimos sente-se tristes por não terem um líder a quem obedecer. É então que a tribo decide enviar Kevin, Bob e Stuart para a terrível missão de encontrar um chefe.

Conto pelos dedos quantos filmes de animação já vi e gostei. Não é o meu género preferido e quando decido ver um filme deste tipo, procuro saber mesmo se vale a pena. Este filme não desapontou e garante um bom entretenimento para miúdos e graúdos!


Os mínimos são uma raça à parte. Eles precisam dum líder para amar e adorar. Com o passar dos anos, os seus lideres perdem a capacidade de governar e é por isso que surge uma nova missão: encontrar um chefe à altura. Três fieis guerreiros são enviados para cumprir essa tarefa: Kevin, Bob e Stuart. Após muito procurar e caminhar, os “rapazes” pensam que Scarlet Overkill é a pessoa ideal. Quando ela manda-os roubar a coroa da rainha de Inglaterra, uma montanha de problemas não pára de acontecer.

Gostei: Os mínimos são engraçados, falam uma mistura doida de línguas (inclusive português) e envolvem-se em 1001 peripécias.

Não gostei: de ter acabado.


Pontuação: 9/10