segunda-feira, 15 de agosto de 2016

The Legend of Tarzan




Título em Português: A Lenda de Tarzan
Realizador: David Yates
Argumento: : Adam Cozad, Craig Brewer
Atores: Alexander Skarsgård
Christoph Waltz
Margot Robbie
Samuel L. Jackson
Djimon Hounsou
Duração: 1h50 minutos.
Ano: 2016
Género: Acção/Aventura
Classificação: M/12



Sinopse: Tarzan vive comodamente em Londres mas é chamado a intervir quando a sua terra natal está sob forte ameaça. 


Este novo Tarzan é diferente dos que estávamos acostumados a ver. O impacto inicial dá-se quando vemos um Tarzan que não responde por esse nome mas sim pelo de baptismo: John Clayton. As suas roupas são de lorde e ele comporta-se como tal. 

Se nos outros filmes do herói da selva vemos um Tarzan deslocado quando chega à cidade e é forçado a comportar-se civilizadamente, neste filmes temos o oposto. Este “rei da selva” está confortável no seu papel de aristocrata e é com bastante relutância que decide aceitar o regresso a África. E quando regressa? Bem, vemos um homem em tronco nu e é só. Pode-se dizer que este é o Tarzan mais vestido da historia!

Quando Tarzan chega ao local onde foi mais feliz (e infeliz também), dá de caras com uma realidade chocante: escravidão, mortes e raptos. É necessário intervir e evitar que o pior aconteça.


Gostei: do filme em geral

Não gostei: alguns efeitos especiais eram muito exagerados!

Pontuação:7 /10

6 comentários:

  1. Acho que o último (e único) Tarzan que vi, ainda era a preto e branco ;) :)
    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  2. Interessante.
    É o género de filme que não me faz de todo correr às salas de cinema. Exatamente devido ao excesso de efeitos especiais e por quase sempre todas as histórias serem parecidas entre si, no que respeita à técnica utilizada para as contar. Enquadramentos, diálogos, acções.... Tudo igual.

    Mas gostei da autenticidade da sinopse porque... toda a pessoa que se habitua à civilização não quer voltar á vida de antes, tem lógica. E sendo Africa até hoje um local tão perigoso, tem lógica ele regressar e não encontrar uma selva fantástica, cheia de animais fofinhos e perigosos.

    By the way... adorei "O livro da Selva"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os filmes do Tarzan são sempre iguais mas o argumentista preferiu dar uma volta ao que costumamos ver para tentar criar algo original. Não agradou a muitos segundo li nas criticas online mas eu até que nem achei mal.

      Eliminar
  3. Nunca vi o Tarzan no cinema, mas em casa já vi algumas vezes.

    Acho engraçado a sua força, o seu desempenho, o sair-se sempre bem, mas olha k A Lenda do Tarzan, de k falas aqui, está a seduzir-me mto mais.
    Ninguém gosta de descer de cavalo para burro, logicamente.

    Os efeitos especiais irritam-me. Parece k é coisa para crianças, k acreditam nesse tipo de coisas.

    Beijos e vai-te divertindo, à tua maneira!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Tarzan nunca foi um grande filme que envolvesse emoções fortes. A intenção era entreter e se bem me lembro, os primeiros homens que interpretaram este papel nem eram atores de verdade mas sim atletas que eram contratados graças aos seus dotes físicos.
      Este Tarzan também não do tipo emocional, não tem um "corpaço" como os antigos mas é jeitoso, competente e ator. Ah e para contrariar o que seria previsto, este não dá o famoso grito do costume.
      As criticas não tardaram quando viram que este Tarzan não é analfabeto como os outros e ainda por cima está bem adaptado à vida na sociedade (ao contrário dos outros). É um homem moderno que não deixa de ter o seu instinto animal mas bem controlado dentro daqueles fatos chiques de lorde.

      Beijos

      Eliminar