sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Her


Título em Português: Uma História de Amor
Realizador: Spike Jonze
Argumento: Spike Jonze
Atores: Joaquin Phoenix
Scarlett Johansson (voz)
Rooney Mara
Duração: 126 minutos.
Ano: 2013
Género: Drama/Romance/ Ficção Cientifica


Sinopse: Theodore (Joaquin Phoenix) é um homem solitário que vê no seu novo sistema operativo de computador, uma forma de ter o que há muito tempo procura. Após fazer as configurações necessárias, Theodore decide escolher Samantha, um sistema operativo com voz sexy (há gostos para tudo) que rapidamente tornar-se-á indispensável.
À medida que Samantha toma conta da sua vida, Theodore descobre que já não consegue viver mais sem ela. Tudo é feito por ela e para ela. Samantha tenta encaixar-se na vida do seu patrão, desejando por vezes ser humana para poder “sentir” o que as pessoas sentem, mas será que a distância entre homem e máquina poderá ser ultrapassada?

Quem gosta do Joaquim Phoenix como eu, certamente ficou contente ao saber que ele estava de volta e em grande.
Este filme passa-se num futuro (próximo?) onde as pessoas interagem com os computadores de forma simples e eficaz, independentemente de onde estiverem. Não é incomum ver uma pessoa falar para o “nada”, sendo que este “nada” é um pequeno aparelho de bolso onde se pode fazer de tudo. Quando digo tudo, é mesmo tudo! Com um sistema operativo topo de gama, podes ter a cama feita, o pequeno-almoço pronto a horas e aquela cartinha que queres fazer para a tua namorada e não tens jeito nenhum para isso, pode ser encomendada e entregue no teu computador (ou no dela, claro). Ok, no futuro as pessoas vão ser muito preguiçosas!

Gostei: Da interpretação do Joaquin Phoenix.

Não gostei: O guarda-roupa para este filme não poderia ser mais estranho. No futuro as pessoas vão ser muito mal vestidas. 
O bigode era completamente dispensável.



Pontuação: 7.5/10

2 comentários:

  1. Ana também adorei o filme, é mágico.

    dolcevitarita.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Quando vi drama/ romance até estranhei... A Ana Sousa vendo essas coisas... mas depois entendi que foi por causa do actor :) . Sim, já vivemos num mundo de pura preguiça em que tudo é electronico e pouco ou nada fazemos... pelo menos aqui nos EUA. Gostei do filme... talvez um dia veja :)

    ResponderEliminar